Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FILOSOFIA

A Filosofia é uma concepção do mundo e da vida, é amor pela sabedoria, é reflexão crítica e investigativa do conhecimento e do ser. António A. B. Pinela.



Domingo, 12.07.15

QUE OS EUROCRATAS DEIXEM DE HUMILHAR O POVO DA GRÉCIA

Para os ignaros da história e da cultura, que dirigem a Europa desde Estrasburgo e Bruxelas, sob orientação da Alemanha; para os jotas e os sem profissão que viram na União Europeia um rico modo de vida, auferindo salários, reformas e benesses que ofende quem trabalha; para os eurocratas vingativos e ao serviço dos ditos mercados; para aqueles que estão a colocar a Grécia no colo da Rússia; eu, cidadão português e da europa, humildemente lhes recomendo que, pelo menos, leiam o texto infra, do grande general e estadista ateniense, Péricles, do século V a.C., que confessa, em famoso discurso proferido em 431 a.C., aquando de um funeral dos primeiros que morreram na guerra:

 

«A nossa constituição não procura copiar as leis dos nossos vizinhos. Não os imitamos, somos antes um exemplo para eles. E seu nome é Democracia, pois as decisões não estão nas mãos de uns poucos, mas de muitos. Nas divergências particulares, todos os homens têm uma posição igual perante a lei, mas nas questões públicas são escolhidos pela sua aptidão, tendo-se em conta não a sua classe mas sim o seu mérito individual. (…). A nossa vida pública é regida com liberdade (...). As nossas relações privadas estão assim livres de ofensa, e na conduta pública somos fiéis às leis, principalmente por respeito, em obediência aos que estão no poder e pelas leis em si, especialmente aquelas aprovadas para ajudar os que são vítimas da injustiça e as leis que não estão escritas e que fazem a desonra com que todos concordamos…

Amamos a beleza sem luxo e a sabedoria sem brandura. (…). É possível aos mesmos homens cuidar de deveres públicos e privados e, apesar das várias ocupações, estarem perfeitamente familiarizados com a política. (…). Não consideramos os argumentos um entrave à acção, que parece mais ser impedida por não haver discussão prévia. (…). Os homens que sabem distinguir melhor os limites do prazer e da dor, e que por essa razão não fogem ao perigo, são considerados como tendo uma alma grande. Com respeito à humanidade, somos também diferentes da maioria, pois fazemos amigos ao concedermos benefícios e não por os recebermos. (…).

… Connosco, cada pessoa em particular pode facilmente mostrar-se auto-suficiente em muitos aspectos da vida e com as maiores graças. O poder que deste modo trouxemos à cidade revela que isto não é ostentação oral utilizada para efeito imediato, mas a realidade. Pois só Atenas, de entre as actuais cidades, excede a sua reputação em qualquer feito que empreenda; só ela não causa irritação no inimigo bélico quando reflecte por quem foi vencida e não nos seus cidadãos ressentimento por não estar apta a governá-los. O nosso poder é provado por muitos sinais e pela abundância de testemunhos; é objecto de admiração para os tempos presentes e sê-lo-á para o futuro» (Extractos do discurso fúnebre de Péricles, In J. M. Roberts , História Ilustrada do Mundo - O Mundo Greco-Romano, Lisboa, Círculo de Leitores, 1981, p. 55.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado por António Pinela, eFilosofia às 16:44



Sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  




Comentários recentes

  • Kruzes Kanhoto

    Catarina Martins não é a primeira ministra mas lá ...

  • Anónimo

    E concelho.

  • Fátima Bento

    E quem disse que ele é português? O artigo no El P...

  • fernando

    Senhor JorgeDeixando de parte os ideais políticos,...

  • Laranja

    Com esse tipo de linguagem apetece me só dizer-te....

  • eFilosofia

    Caro senhor Carlos, Permita-me que o trate assim, ...



contador de visitas