Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

FILOSOFIA

A Filosofia é uma concepção do mundo e da vida, é amor pela sabedoria, é reflexão crítica e investigativa do conhecimento e do ser. António A. B. Pinela.

FILOSOFIA

A Filosofia é uma concepção do mundo e da vida, é amor pela sabedoria, é reflexão crítica e investigativa do conhecimento e do ser. António A. B. Pinela.

11.10.15

Costa "será" preso por ter cão e preso não o ter


António Pinela

Na minha opinião, António Costa vive a sua pior situação política, desde sempre. Que deve fazer António Costa e o PS?

1. Um governo com o PCP e o BE, ou deixar que o PSD/CDS formem governo?

2. Se fizer um governo com o PCP / BE, quanto tempo irá durar este tipo de governo, uns meses (até ao Orçamento de Estado), um ano, dois… Luís fazenda em entrevista ao jornal Observador diz que o PS tem todas as condições para constituir governo, porque não lhe faltará apoio ao “Programa”, mas quanto ao Orçamento, diz: isso depois logo se vê! Mais ou menos isto vem dizendo o PCP… Não estou preocupado com o que pensam os eurocratas de Bruxelas e de Estrasburgo, se fosse escolhida esta opção; não tive participação eleitoral na escolha daqueles… O que me importa saber é se o meu país, com esta opção, teria uma governação estável.

3. Se o PS deixar que o PSD e CDS formem governo, como justifica António Costa e o PS o apoio, ainda que passivo, dado a um governo de continuidade, que empobreceu o país, maltratou toda a gente, cortou salários e pensões, pôs reformados da S. Social contra pensionistas da CGA, aumentou impostos como nunca se viu, pôs novos contras velhos, trabalhadores públicos contra trabalhadores privados, gestão privada contra gestão pública, privatizou quanto pôde, ordenou que os portugueses imigrassem, chamou piegas aos portugueses, etc. Seria cansativo, para o leitor, enumerar aqui as diabruras que Pedro e Paulo fizeram aos portugueses.

4. Há outras alternativas? Há.

4.1. A vinculação a um programa de governo, com políticas bem definidas e datas a quatro anos, com a aprovação dos Orçamentos de Estado pelo PCP e BE, com ou sem participação destes no governo. Mas aqui coloca-se um problema ao PCP e ao BE: E as manifestações de rua com a Intersindical a liderar os movimentos contra o governo, seriam apadrinhadas por estes partidos, com a sua participação à cabeça do pelotão, como tem sido habitual? Seria interessante. Por outro lado, não nos esqueçamos que na génese destes partidos está o confronto, a radicalização das suas propostas, a percepção de que eles e só eles são os legítimos herdeiros das lutas dos trabalhadores, outrora simbolizados pela “vanguarda da classe operária”.

4.2. O PS deixa passar, no Parlamento, o Programa de Governo do PSD / CDS, abstendo-se e, aquando do Orçamento, impõe as suas linhas vermelhas, sem as quais este documento não passará na Assembleia Da República. Quais são essas linhas? O Secretário-geral do PS reafirmou, na noite de 4 de Outubro, que continuará a lutar por:

a) Uma viragem da página na política de austeridade e na estratégia de empobrecimento, consagrando um novo modelo de desenvolvimento e uma nova estratégia de consolidação das finanças públicas; com base no crescimento e no emprego, no aumento do rendimento das famílias e na criação de condições para o investimento de empresas.

b) Defesa do Estado Social: segurança social, educação e saúde, e um combate activo à pobreza e às desigualdades sociais.

c) Relançamento do investimento na ciência e na inovação, na formação e na cultura.

e) Mudança da política de Portugal no seio da União Europeia, tendo em vista a adopção de uma estratégia de convergência entre Estados-membros.

Não está fácil a tarefa de António Costa. Com se tudo isto não fosse muito, dentro do próprio Partido o entendimento da situação não está claro quanto ao caminho a seguir. E que tal um referendo às base do Partido, que pode ser feito numa semana?

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.